Pacientes também cuidam 

Atualizado em 06/06/2022
Por Cíntia Tanure

Pacientes também cuidam 

Atualizado em 06/06/2022
Por Cíntia Tanure

Pacientes também cuidam 

Cintia Tanure

Adela Cortina (2013) relembra a fábula de Higino sobre a criação do ser humano realizada pelo “Cuidado”, e nos avigora que a essência dos seres humanos consiste na “Capacidade de Cuidar”.

Pacientes, como todos os envolvidos no cotidiano da vida, tem preocupações com seus entes queridos e seus compromissos diários ou não programados. Muitas vezes durante um tratamento ou na realização de exames periódicos, nós, profissionais de saúde, acreditamos que quando o paciente não cumpre orientações está sem motivação ou até mesmo descuidando de sua própria saúde.

Precisamos continuamente lembrar que além da saúde/ doença o paciente necessita lidar com outras apreensões como os filhos que necessitam de cuidados diários, a conta bancária que carece de ajustes, o trabalho que está mais difícil, e tantas outras atribulações cotidianas que se intercalam com o autocuidado.

Ao programar intervenções e mudanças na vida dos pacientes precisamos considerar que a doença não é (e nem precisa ser), o centro da vida do paciente, e mesmo na presença dessa, as outras preocupações não deixam de existir em ordem diversas de prioridade. 

A Organização Mundial de Saúde assenta que colocar o paciente no centro do cuidado, significa garantir que sua voz e suas decisões influenciem a maneira como os serviços de saúde são programados e realizados. 

Devemos buscar inspiração nas palavras de Kunneman (2021), as quais enfatizam que precisamos adequar o cuidado do paciente para garantir que possa efetivamente promover as suas prioridades, enquanto perturba minimamente suas vidas.

Cortina, Adela. Para que sirve realmente La Etica? Paidós. 2013.

WHO. Framework on integrated, people-centred health services. Report by the Secretariat. 2016 Marleen Kunneman, Victor Montori. Making Care Fit in the Lives and Loves of Patients With Chronic Conditions. JAMA. 4(3):e211576. 2021 doi:10.1001/jamanetworkopen.2021.157

[

.

 

Pacientes também cuidam 

Cíntia Tanure, aqui no Blog.
Enfermeira formada pela Universidade de Brasília, com pós-graduação em Administração Hospitalar e Mestrado em Enfermagem pela Universidade de Brasília com foco no conflito da tomada de decisão em saúde do adulto. Trabalhou por mais de 15 anos como enfermeira assistencial em reabilitação motora de adultos e pediátrica, com experiência em oncologia ambulatorial, internação e cuidados paliativos em adultos. Membro do Comitê Hospitalar de Bioética Hospital de Apoio de Brasília.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Pacientes também cuidam .

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This